quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

É triste quando se chega a este ponto, não é?

Olho para o telemóvel, pouso.
Mais dois minutos e repete.
Mais cinco minutos e repete.
Bastantes minutos depois: "Esquece Catarina, ele não te vai dizer nada."
Pois.

12 comentários:

  1. Oh, mais que nunca ontem, também estava assim como tu **

    P.s: Quanto ao que disseste no meu blog, sim era, mas ele normalmente olha. Quem agora resolveu olhar é outro menino que eu antes achava "a brasa" -.-'

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Esconde o telemóvel e um dia ainda tens uma agradável surpresa (ou não). Mas vamos acreditar que sim.

    ResponderEliminar
  3. Tens a certeza que lhe deste o número certo? loool

    P.S. Quando fores morar em Paris, leva-me nem que seja como jardineiro ou motorista loool.

    ResponderEliminar
  4. Acontecem-me coisas muito estranhas a mim. xD
    Quanto a este post ... Não esperas por quem não merece. *

    ResponderEliminar
  5. quando me acontece isso tiro o som ao tlm e vou fazer algo para me distrair :P
    eu nunca fui ao plateau, gostava de la ir :)*

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente tens de seguir em frente. Faz coisas que te distraiam a mente, tenta manter-te ocupada para não pensar tanto no assunto. Com o tempo, a dor acalma e ficas de novo atenta às oportunidades que surgem para seres feliz.

    Beijinhos :)

    ResponderEliminar
  7. é, é realmente bom pena não me acontecer amar assim e ser correspondida :b

    ResponderEliminar
  8. Às vezes o melhor é quando acaba..
    Oh, não olhes tanto para o telemóvel. Abstrai-te. Quando menos esperares lá terás um chamada dele. (:

    ResponderEliminar
  9. Isso é sinal que deves investir o teu tempo em algo que valha mesmo a pena e mais interessante ;)

    ResponderEliminar
  10. também me acontece isso milhões de vezes (...)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Sempre ouvi dizer que quando menos se espera, as coisas acontecem. Agora se isso é verdade, não sei.

    Ela por enquanto não vai desistir.

    ResponderEliminar