domingo, 25 de setembro de 2011

Um dia, vai ser assim.

Um dia vais acordar e ver o céu cinzento. Vais entornar o café do pequeno almoço e vais ter de ir trocar de roupa. Vais sair tarde e perceber que te esqueceste de alguma coisa em casa e perder o autocarro. Vais chegar tarde ao trabalho e para piorar vais ouvir um sermão daqueles. Vais ter problemas que não vais conseguir resolver, vais ter pessoas com quem não vais querer lidar. Vai começar a chover mal puseres os pés na rua. Vais receber uma notícia má. Vais comer à pressa e não vais gostar da comida. Vais-te esquecer do casaco e passar frio. Vais ter uma discussão com quem gostas. Vais ter de levar o teu gato ao veterinário porque se magoou. Vais-te esquecer de ver aquele episódio que andavas à semanas para ver. Esqueceste das horas e vais para a cama muito mais tarde do que devias e vais dormir muito menos do que era suposto.  Vais querer discutir, vais desesperar e vais querer desistir.
Mas no dia a seguir está sol. O café está quente e bom. O autocarro chega ao destino mais cedo que o normal, vais ouvir um elogio no trabalho, vais resolver problemas, vais lidar bem com pessoas difíceis.Não precisas de guarda-chuva nem de casaco porque está sol e a brilhar. Vais comer o teu prato preferido. Vais receber uma notícia que desejavas à muito tempo. Vais ouvir um "gosto de ti" da pessoa que gostas. O teu gato vai-se enroscar em ti mal chegas a casa. Vais ver o final daquela série que estavas à meses para ver. Vais dormir cedo e sentir aquela sensação de calma que só a cama nos consegue dar. E vais-te lembrar de todos os pormenores do teu dia e vais sorrir.
E enquanto sorrires com o sol de manhã, enquanto sorrires com o teu trabalho, com as pessoas de quem gostas, com os teus gatos e os teus cães, com as pequenas rotinas que gostas de ter, com o café quente ao pequeno almoço, com o cheiro da manhã, com o estar na cama só por estar, com o ouvires a tua música preferida na rádio, com as calças novas que compraste, com as lembranças do jantar de amigos do dia anterior, então vais saber que não há nada para desistir. Vais saber que no final, embora não tenhas a vida perfeita que imaginaste aos 15 anos, tens uma vida feliz, o que a torna ainda mais perfeita.
Vais saber que os dias maus só duram até à manhã seguinte, que todos os problemas acabam por se resolver e que o tempo é o nosso melhor amigo, e mais uma vez, vais adormecer a sorrir ao lembrares-te disso e que numa qualquer outra manhã o sol vai  brilhar quando acordares.

4 comentários:

  1. Gostei tanto! *.* disseste tudo, no valorizar dos pequenos momentos é que somos felizes (:

    ResponderEliminar
  2. É isso mesmo!! A vida tem de ser aproveitada aos mais ínfimos detalhes...

    ResponderEliminar