quarta-feira, 21 de março de 2012

[...]

Porque há aqueles dias em que sinto a tua falta de uma forma quase doentia. 
E ainda mais doentio do que essa falta, é o saber que não posso fazer nada e que estou impotente dentro desta loucura toda. 
Há dias sem ti que parecem semanas escuras de inverno, mesmo no primeiro dia de primavera. 

2 comentários:

  1. é tão verdade. Aquela vontade de estar que até doi por sabermos que não podemos fazer nada :(

    Bisuuu*

    ResponderEliminar