sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Os animais da nossa vida.

Um dia destes estava a ler os comentários a um post qualquer no Facebook, quando leio um comentário que diz, mais coisa menos coisa, algo como: "Não compreendo como é que as pessoas podem chamar os animais de irmãos ou filhos. É uma falta de educação para a família. Os meus familiares não são animais e ficava bastante indignada se alguém os tratasse assim."

E mesmo ignorando o facto de que sim, os seus familiares são animais da mesma forma que todos o somos, não percebo qual é o problema de chamar os animais de membros de família. 
Para mim as gatas da minha irmã são as minhas sobrinhas. Os gatos das minhas avós são os meus tios e digo à minha mãe para ir pôr comida aos irmãos. Trato os cães dos meus primos por primos e digo à minha irmã para ir dar comida ás filhas. O meu cão era o meu irmão e de todas as vezes que ele foi pai, dizia aos meus pais que tínhamos de ir a casa da minha "cunhada" (era sempre uma diferente!) ver os netos deles. 

E quanto mais penso nisso, mais chego à conclusão que ou aquela senhora nunca teve um animal de estimação, ou nunca se afeiçoou verdadeiramente aos que teve. 
Porque quem tem e trata bem, sabe que eles se tornam rapidamente um membro da família, importante como qualquer outro. 

6 comentários:

  1. Ora nem mais! As minhas gatas sempre foram as minhas filhas!! Por acaso o meu cão nunca o tratei por filho nem irmão, mas sem dúvida que vale tanto como um outro amigo!

    ResponderEliminar
  2. Subscrevo! Acho que essa senhora não sabe o que é realmente ter um animal de estimação a sério!

    ResponderEliminar
  3. Verdade verdadinha, só quem nunca teve um animal de estimação é que não sabe o amor qe conseguimos nutrir por um ser como esse. Eu tenho uma cadela, elá é minha irmã e filha dos meus pais. Aliás, agora é mais ela filha do que eu, pois é ela que continua a alegrar os seus dias e a fazer-lhes companhia, eu tive de partir para longe.

    ResponderEliminar
  4. Os animais são membros da família, pelo menos o meu amor pelo meu é tão verdadeiro como por um familiar :)

    ResponderEliminar
  5. como diz o meu pai «gosto mais do meu gato do que de muito boa gente»

    ResponderEliminar