segunda-feira, 11 de julho de 2016

Do Euro 2016.

Tinha de pôr uma pausa na minha (muito) atribulada vida e comentar a vitória de um país que apesar de já não ser aquele em que vivo, será sempre o meu.

Fomos atacados, gozados e insultados durante todo o campeonato europeu. Fomos a equipa que passou "por sorte", o país pequeno e inisginficante sobre quem ninguém pensou duas vezes, segundo os jornalistas franceses, a equipa "nojenta" que não merecia ter passado a fase de grupos (a verdadeira definição de ironia, eh?).

Mas há uma coisa que as pessoas não sabem sobre Portugal e as suas pessoas: Nós somos sacanas teimosos. Quanto mais nos subestimam, mais nós os queremos provar errados.

E desta vez mostrámos a uma Europa inteira, que sim, somos pequenos. Mas que a vontade e a dedicação serão sempre muito mais importantes que o tamanho.
Pequenos, mas orgulhosos.
Pequenos, mas grandes.




De uma Portuguesa que mesmo a milhares de km, gritou como se estivesse no meio dos festejos em Portugal. 

3 comentários: